então cola em mim,
porque comigo não vai te faltar amor, te prometo...
☆★☆★☆★☆
Eu sou tipo. Tipo. Sou tipo uma granada, mãe. Eu sou uma granada e, em algum momento, vou explodir, e gostaria de diminuir a quantidade de vítimas, tá? Eu sou uma granada — repeti. — Só quero ficar longe das pessoas, ler livros, pensar e ficar com vocês dois, porque não há nada que eu possa fazer para não ferir vocês; vocês estão envolvidos demais, por isso me deixem fazer isso, tá? Não estou deprimida. Não preciso sair mais. E não posso ser uma adolescente normal porque sou uma granada.
- A Culpa é das Estrelas.  

E eu vivo com medo. Medo de ser esquecido, medo da dor física e psicológica, medo das minhas crises, medo do que pode acontecer amanhã, medo de não ser o que quero ser, medo do que podem fazer comigo a qualquer hora, medo de morrer, mas, principalmente, tenho medo de passar a vida com medo.
- Tristegrafias, Kennedy Lima  

Sem o seu carinho eu vou enlouquecer.
- Onze 20.    

Não somos um casal melado, mas duvido que tenha alguém que duvide do nosso amor. Quer dizer, a gente duvida, mas a gente é louco.
- Tati Bernardi.   

Ela é exatamente como os seus livros: transmite uma sensação estranha, de uma sabedoria e uma amargura impressionantes. É lenta e quase não fala. Tem olhos hipnóticos, quase diabólicos. E a gente sente que ela não espera mais nada de nada nem de ninguém, que está absolutamente sozinha e numa altura tal que ninguém jamais conseguiria alcançá-la. Muita gente deve achá-la antipaticíssima, mas eu achei linda, profunda, estranha, perigosa. É impossível sentir-se à vontade perto dela, não porque sua presença seja desagradável, mas porque a gente pressente que ela está sempre sabendo exatamente o que se passa ao seu redor. Talvez eu esteja fantasiando, sei lá. Mas a impressão foi fortíssima, nunca ninguém tinha me perturbado tanto. Acho que mesmo que ela não fosse Clarice Lispector eu sentiria a mesma coisa.
- Caio Fernando de Abreu sobre Clarice Lispector.    

Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silencio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove. E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida.
- Cora Coralina.

Titanic.

  • Rose: Eu amo você.
  • Jack: Nada disso, nada de despedidas, ainda não, entendeu?
  • Rose: Estou com tanto frio.
  • Jack: Escute Rose, você vai sair daqui, continuará viva, terá filhos, e vai ve-los crescer, voce vai morrer bem velha, quentinha numa cama, não aqui, não esta noite, não desse jeito, entendeu?
  • Rose: Eu não sinto meu corpo.
  • Jack: Rose, ganhar a passagem foi a melhor coisa que me aconteceu. Porque me trouxe até você. E fico grato por isso Rose, fico grato. Você precisa me dar esta honra, precisa prometer que vai sobreviver, que não vai desistir não importa o que aconteça, por mais desesperador, prometa isso agora Rose e nunca desista de cumprir essa promessa.
  • Rose: Eu prometo.
  • Jack: Nunca desista.
  • Rose: Não vou desistir Jack, não vou desistir.
  • E ele se foi.

themes here
Não retire os créditos e avise se pegar.
theme by resgatando-se.
base by afterbye.